Translate

segunda-feira, 1 de julho de 2013

Breathe

                          1° Capítulo







 Era sexta-feira, e como de costume eu e minhas garotas estávamos arrumando nossa sala de estar para a festa do pijama! E a propósito, sim, era apenas nossa. 
Morávamos em uma república em Los Angeles, e essa estava sendo a maior experiência de nossas vidas. Miley, Selena e bem, eu. Nos conhecemos no jardim de infância, e desde então nos tornamos melhores amigas e nunca mais nos separamos. 
Eu sempre soube que poderia contar com elas independente de qualquer situação, e apesar das brigas, eu as amava, e elas eram a minha família. 
Meu pai havia abandonado minha mãe quando nossa situação se dificultou, e eu era muito pequena. Não só eu como minha irmã mais velha, Dallas. Após isso, minha mãe se casou com Eddie, quem eu considero de verdade como pai, e nos mudamos. E quando completei 15 anos, vim para LA morar com minhas melhores amigas. 
 - Am... Meninas, eu decidi chamar um amigo meu para a nossa noite do pijama, e quero que a Demi o conheça. - pude ver a raiva percorrer todos os nervos do corpo de Miley. 
 - Você ficou louca? Toda sexta-feira fazemos a NOSSA festa do pijama. Caso você não tenha entendido a parte do "NOSSA", isso significa que é o NOSSO momento. Apenas eu, você e Demi! 
 - Miley, calma! Eu acho que a Sel tem uma boa razão para ter convidado o amigo dela para a nossa festinha. - me sentei no sofá. - Ok, agora é sua vez. Porque convidou seu amigo? Aliás, que amigo é esse? E porque quer que eu o conheça? 
 - É o Nathan. Ele é filho de um amigo do meu pai, e começou a estudar no Wild School semana passada, e está comigo nas aulas de química. Ele é legal, bonito, e combina com você Demi. E ontem, vi como você ficou quando viu o Joe pegando a Greene... 
 Acho que não disse a vocês. Joseph Jonas era um idiota. Um COMPLETO IDIOTA! Um idiota diferente. Um idiota amável, digamos. Um idiota qual eu conheço desde a terceira série e qual eu tenho uma pequena queda. Não é nem uma queda... É um tropeço em uma pedrinha minúscula. 
 - O que te fez pensar que fiquei abalada com a "ficada" desses dois? 
 - Bem simples! O fato de você ter saído correndo da pracinha, chorando e gritando feito louca. - me surpreendi ao ouvir as duas falarem juntas, no mesmo tom.
 - Eu não saí gritando. Parem! - pude sentir minhas bochechas corarem por conta da queimação que estava sentindo nas mesmas. - Vamos voltar a falar do seu amigo.
 - Então... Espero que tenha compreendido Miles. Ele pode vir? 
 - Se ele for agradar a Demi, sim. E espero que ele a faça esquecer o Joseph. Você é areia demais pro caminhão dele Demi. Ele não te merece, nunca mereceu e jamais irá merecer. - disse Miley. 
 - Pensei que fossem melhores amigos. 
 - E somos. Mas isso não significa que eu não possa falar verdades em relação a ele e... - a campainha toca antes mesmo de Miley terminar. 
 - É ele!!!!!!! Calem a boca e tentem parecer normais. - disse Selena, indo em direção à porta. 
 - Que.Pijama.Horroroso.É.Esse.Nathan?
 - Era o único que eu tinha. Eu costumo dormir... Bem... 
 - PELADO? - Miley o interrompeu. Típico. 
 - Miley! O que eu disse antes de abrir a porta? 
 - Me desculpe. - eu só conseguia rir. 
 - Acho que você já deve imaginar o que te espera hoje. Entra! 
 Assim que Sel fechou a porta, ele entrou. Cumprimentou Miley com um beijo no rosto, e veio em direção à mim. Seus olhos encontraram os meus, e eu estremeci, sem saber o porque. Nathan parecia não existir, e eu senti algo forte e diferente ao lhe ver.


 

Nenhum comentário:

Postar um comentário